Prevenção para infertilidade

Prevenção

Apesar das causas da infertilidade serem variadas, algumas medidas podem ser preventivas para facilitar a gravidez.

Em homens com baixa contagem de espermatozoides, multivitaminas e sais minerais podem melhorar esse quadro. Evitar usar roupas apertadas na região genital é importante. No caso dos homens, os testículos precisam se manter em uma temperatura mais baixa que o restante do corpo. E no caso de ambos, tecidos sintéticos e apertados podem favorecer a proliferação de micro-organismos prejudiciais à saúde.

Não parece que dietas balanceadas tenham um efeito benéfico direto sobre a fertilidade, apesar de fazerem bem à saúde como um todo. Pesquisas recentes mostram que dietas saudáveis podem melhorar a função dos ovários em mulheres com síndrome de ovários policísticos. Além disso, o aumento de peso pode alterar os níveis hormonais ovulatórios e a espermatogênese, dificultando a fertilidade. O primeiro cuidado para uma gravidez saudável é ter atenção ao corpo.

É importante que doenças metabólicas como o diabetes e os desequilíbrios do colesterol sejam corrigidas em casais que estejam tentando ter filhos. Mulheres que durante muitos anos da vida apresentaram desordens alimentares, como a bulimia e a anorexia, podem ter a fertilidade comprometida. Nessas condições, há dificuldade de ovular, mesmo com a menstruação normal.

O excesso de exercícios físicos é, também, uma causa importante de parada de ovulação com consequente infertilidade. No homem, esse excesso também pode ter ação sobre os espermatozoides. Para prevenir a ausência da fertilidade é recomendada a prática dos exercícios de forma moderada, em média três vezes por semana.

O uso de cigarro também afeta a fertilidade do casal. O fumo pode provocar danos aos ovários, acelerando a menopausa e afetando a geneticamente os óvulos. Além disso, está associando a maior taxa de aborto e gravidez ectópica. O casal que fuma deve parar pelo menos dois meses antes de começar a tentar engravidar.

Outra causa importante de infertilidade que pode ser evitada pelos casais são as doenças sexualmente transmissíveis. Doença inflamatória pélvica, sífilis e gonorreia são, por exemplo, possíveis causas de infertilidade.

A prática do sexo com segurança durante toda a vida, além de acompanhamento médico e realização de exames periódicos são práticas saudáveis que todos devem adotar. O uso da camisinha é altamente recomendável por todas as autoridades médicas, como uma importante forma de evitar/prevenir a infertilidade causada por doenças sexualmente transmissíveis.

Fonte:Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

L.BR.MKT.07.2016.5640