ESTRIAS

São lesões formadas pelo estiramento da pele, quando este é exagerado ou devido a alterações hormonais. Possuem a aparência de “riscas” na pele e surgem geralmente nas coxas, quadris, nádegas e, em mulheres grávidas, no abdômen.

 

No início, as estrias são vermelhas ou rosadas, e após a cicatrização, tornam-se esbranquiçadas.

 

A alimentação e exercícios são fatores que proporcionam o surgimento delas, pois modificam as condições cutâneas. A gravidez é outro motivo que contribui para essas lesões, causadas tanto pelo estiramento da pele devido ao crescimento da barriga e ganho de peso, como pelas alterações hormonais.

 

As estrias aparecem entre 50% e 90% das mulheres grávidas, a partir do quarto mês de gestação. Poucas mães não desenvolvem as lesões, pois possuem uma genética privilegiada que proporciona mais flexibilidade e resistência da pele.

 

O que são estrias

PREVENÇÃO

As estrias não tem tratamento definitivo, mas é possível preveni-las. Confira abaixo algumas dicas para evitar o surgimento dessas lesões durante a gestação:

 

  • Assim que souber da gravidez, procure orientação médica para começar o tratamento com cremes específicos  auxiliares na prevenção de estrias;
  • Fique atenta a seu peso. Evite ganhar mais peso do que é recomendado (15 quilos), pois quanto mais rápido o aumento, mais rápido a pele se distende;
  • Pratique exercícios moderados e mantenha uma dieta balanceada;
  • Modere o consumo de frituras, sal, gorduras, refrigerantes e doces;
  • Use roupas leves e confortáveis;
  • Descanse sempre que puder. Não que isso  influencie diretamente na prevenção das estrias, mas você estará sempre melhor com você mesma, o que contribuirá para sua saúde e para a saúde do seu bebê.

 

CONVIVENDO

Para evitar o aparecimento das estrias, a alimentação é fundamental.

 

Abaixo indicamos algumas sugestões de alimentos que ajudam a manter a saúde da pele durante a gestação.

 

  • Aumente a ingestão de alimentos integrais no seu dia a dia, pois eles favorecem a digestão e eliminam toxinas;
  • Consuma azeite extra virgem, cereais (ex: semente de linhaça), sucos de frutas e chás (ex: verde);
  • Combata o envelhecimento precoce da pele com frutas, verduras e legumes ricos em vitaminas A, C e E;
  • Beba todos os dias uma média de 2 litros de água, que ajuda na hidratação da pele.

 

Vitamina A: pode ser encontrada em alimentos de origem animal, como o fígado, gema de ovo, leite e derivados, além dos vegetais verdes-escuros e frutas amarelo alaranjadas.

 

Vitamina C: encontrada especialmente em frutas cítricas, como a laranja, a acerola e o limão.

 

Vitamina E: presente no óleo de milho, de soja, de girassol e também no gérmen de trigo, amêndoas e avelãs.

 

Fonte:

Dr. Sérgio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

THOMAS, R. G. R.; LISTON, W. A. Clinical associations of striae gravidarum.Journal of Obstetrics & Gynecology, v. 24, n. 3, p. 270-271, 2004.

TAAVONI, Simin et al. Effects of olive oil on striae gravidarum in the second trimester of pregnancy. Complementary therapies in clinical practice, v. 17, n. 3, p. 167-169, 2011.

GHASEMI, A. et al. Striae gravidarum: associated factors. Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology, v. 21, n. 6, p. 743-746, 2007.

PERGUNTAS FREQUENTES

Quais são os efeitos colaterais comuns do DIU Hormonal?

Os tratamentos médicos e suas possíveis reações adversas podem afetar cada paciente de forma diferente. Abaixo, alguns dos efeitos colaterais que podem estar associados ao DIU Hormonal, embora nem todas as pacientes os apresentem:

  • Mudanças no sangramento menstrual, tais como manchas, sangramento leve, sangramento irregular e interrupção do sangramento;
  • Dor pélvica ou abdominal;
  • Desenvolvimento de cistos nos ovários que, em geral, são resolvidos sem tratamento;
  • Dores de cabeça;
  • Mastalgia;
  • Mudanças na pele (acne).

A maior parte destes efeitos colaterais é observada apenas temporariamente nos primeiros 3 a 6 meses após a colocação do DIU Hormonal.

Consulte sempre seu médico caso apresente algum sintoma que acredite ser relacionado à medicação.

O procedimento para inserção ou retirada do DIU Hormonal é doloroso?

Em geral, o procedimento de inserção do DIU Hormonal é muito bem tolerado e dura poucos minutos, e o de remoção é ainda mais simples e rápido. No ato da inserção pode ocorrer leve sensação de desconforto pélvico, tipo cólica menstrual. Logo após a inserção, também podem ocorrer algumas cólicas, em virtude da adaptação do útero com o DIU Hormonal. Em condições normais estas dores tendem a desaparecer em pouco tempo. Em relação à remoção, a sensação de desconforto leve pode ocorrer nas primeiras horas. Em todas estas situações e, somente se o médico julgar apropriado, medicamentos analgésicos podem ser indicados. O uso de técnicas de colocação corretas e esterilizadas ajudam a prevenir complicações.

Qual é o melhor momento para o médico colocar o DIU Hormonal?

Em mulheres em idade reprodutiva, é recomendável que o DIU Hormonal seja inserido na cavidade uterina no período de até 7 dias após o início da menstruação, pois a inserção nesta fase será mais fácil.

Em se tratando de mulheres que já são usuárias deste método e desejam substituí-Io por um novo, este pode ser introduzido imediatamente após a retirada do anterior. No período pós-parto é recomendável que seja inserido a partir da 6ª semana após o nascimento do bebê. Nos casos de aborto que não tenha qualquer suspeita de infecção, o DIU Hormonal poderá ser inserido logo que o médico julgar pertinente.

Qual é a eficácia do DIU Hormonal?

A eficácia do DIU Hormonal é comparável, na maioria dos casos, à esterilização feminina (laqueadura) e aos mais eficazes dispositivos intrauterinos (DIUs) de cobre ou contraceptivos orais (pílulas) atuais.

No tratamento de sangramento menstrual excessivo, o DIU Hormonal promove uma forte redução de sangramento após três meses de uso. Algumas usuárias não apresentam qualquer sangramento.

VER TUDO

VÍDEOS

O FUNCIONAMENTO DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL - GINECO

O FUNCIONAMENTO DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL - GINECO

YYMMDD Author/Uploaded by

Veja como funciona a pílula anticoncepcional no corpo da mulher

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.