PREVENÇÃO

Apesar das causas da infertilidade serem variadas, algumas medidas podem ser preventivas para facilitar a gravidez.

 

Em homens com baixa contagem de espermatozoides, multivitaminas e sais minerais podem melhorar esse quadro. Evitar usar roupas apertadas na região genital é importante. No caso dos homens, os testículos precisam se manter em uma temperatura mais baixa que o restante do corpo. E no caso de ambos, tecidos sintéticos e apertados podem favorecer a proliferação de micro-organismos prejudiciais à saúde.

 

Não parece que dietas balanceadas tenham um efeito benéfico direto sobre a fertilidade, apesar de fazerem bem à saúde como um todo. Pesquisas recentes mostram que dietas saudáveis podem melhorar a função dos ovários em mulheres com síndrome de ovários policísticos. Além disso, o aumento de peso pode alterar os níveis hormonais ovulatórios e a espermatogênese, dificultando a fertilidade. O primeiro cuidado para uma gravidez saudável é ter atenção com o próprio corpo.

 

É importante que doenças metabólicas como o diabetes e os desequilíbrios do colesterol sejam corrigidas em casais que estejam tentando ter filhos. Mulheres que apresentaram desordens alimentares durante muitos anos, como a bulimia e a anorexia, podem ter a fertilidade comprometida. Nessas condições, há dificuldade de ovular, mesmo com a menstruação normal.

 

O excesso de exercícios físicos é, também, uma causa importante de parada de ovulação com consequente infertilidade. No homem, esse excesso também pode ter ação sobre os espermatozoides. Para prevenir a infertilidade da fertilidade é recomendada a prática dos exercícios de forma moderada, em média três vezes por semana.

 

Prevenção para infertilidade

O uso de cigarro também afeta a fertilidade do casal. O fumo pode provocar danos aos ovários, acelerando a menopausa e afetando os óvulos. Além disso, está associado a maior taxa de aborto e gravidez ectópica. O casal que fuma deve parar pelo menos dois meses antes de começar a tentar engravidar.

 

Outra causa importante de infertilidade que pode ser evitada pelos casais são as doenças sexualmente transmissíveis. Doença inflamatória pélvica, sífilis e gonorreia são, por exemplo, possíveis causas de infertilidade.

 

A prática do sexo com segurança durante toda a vida, além de acompanhamento médico e realização de exames periódicos são práticas saudáveis que todos devem adotar. O uso da camisinha é altamente recomendável por todas as autoridades médicas, como uma importante forma de evitar/prevenir a infertilidade causada por doenças sexualmente transmissíveis.

 

Fonte:Dr. Sérgio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

PERGUNTAS FREQUENTES

Qual é a eficácia do DIU Hormonal?

A eficácia do DIU Hormonal é comparável, na maioria dos casos, à esterilização feminina (laqueadura) e aos mais eficazes dispositivos intrauterinos (DIUs) de cobre ou contraceptivos orais (pílulas) atuais.

No tratamento de sangramento menstrual excessivo, o DIU Hormonal promove uma forte redução de sangramento após três meses de uso. Algumas usuárias não apresentam qualquer sangramento.

Quais as indicações para o uso do DIU Hormonal?

O DIU Hormonal pode ser usado para contracepção (prevenção da gravidez), (menorragia sangramento menstrual excessivo) e para proteção contra hiperplasia endometrial (crescimento excessivo da camada de revestimento do útero) durante a terapia de reposição hormonal.

Como o DIU hormonal funciona?

A parte vertical do T contém um hormônio, levonorgestrel, que é semelhante a um dos hormônios produzidos em seu corpo. O sistema libera o hormônio em uma taxa constante, mas em quantidades muito pequenas (20 microgramas por 24 horas).

A ação contraceptiva do DIU Hormonal ocorre através de 3 mecanismos:

  1. Promove o espessamento do muco normal no canal cervical (abertura para o útero), o que impede o espermatozoide de entrar no útero para fertilizar o óvulo;
  2. Afeta a movimentação do espermatozoide dentro do útero, evitando a fertilização;
  3. Controle do desenvolvimento mensal da camada de revestimento do útero (endométrio) de forma esta não fique suficientemente espessa para possibilitar gravidez.
O que é o DIU Hormonal?

O DIU Hormonal é um sistema intrauterino em forma de T que, após a inserção, libera o hormônio levonorgestrel dentro do útero. O objetivo da forma em T é o de ajustar o sistema de liberação à forma do útero. O braço vertical da estrutura em T consiste em um cilindro contendo o hormônio. Na extremidade deste braço, estão fixados dois fios que se destinam à remoção do DIU Hormonal.

VER TUDO

VÍDEOS

O FUNCIONAMENTO DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL - GINECO

O FUNCIONAMENTO DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL - GINECO

YYMMDD Author/Uploaded by

Veja como funciona a pílula anticoncepcional no corpo da mulher

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.