candidíase masculina
Causas e sintomas de candidíase em homens

 

Reduza o risco de desenvolver uma infecção por fungos — saiba mais sobre os sintomas de candidíase, a prevenção e os tratamentos de infecção por fungos.

Candidíase masculina

 

As infecções causadas por fungos podem até parecer que só acontecem nas mulheres e os dados fortalecem isso: 3 em cada 4 mulheres* terão alguma infecção pelo menos uma vez na vida!

 

Mas e nos homens?


A candidíase masculina é real e eles também podem contrair!  Homens possuem infecção fúngica peniana, que apesar de ser menos comum, a média é a cada 10 homens** apenas 2 contraem (só 3 a 11% comparado aos 75% das mulheres).

 

Quais as causas?

 

Assim como a infecção vaginal  se dá em mulheres, a doença fúngica genital acontece nos homens. Em 90% dos casos são espécies de Candida albicans - aquele mesmo fungo da candidíase na mulher, lembra?

 

As causas também são parecidas com as da doença nas mulheres, aparecendo principalmente quando o  sistema imunológico está mais enfraquecido.

Confira algumas das principais:

 

  • Alterações do sistema imunológico

 

  • Uso de antibióticos

 

  • Diabetes

 

  • Falta ou má higienização do pênis

 

  • Sexo/contato íntimo sem preservativo com um(a) parceiro(a) que está com candidíase.

 

Os sintomas da candidíase masculina são bem parecidos com os da candidíase feminina:

 

  • Vermelhidão e inchaço na região íntima na glande;

 

  • Coceira;

 

  • Inchaço;

 

  • Dor ao urinar;

 

  • Desconforto ou dor durante a relação sexual.

 

Em algumas infecções da glande mais graves, algumas bolhinhas podem se formar na região. Quando essas bolhas estouram, a glande é molhada e é possível notar uma substância branca e cinza - que são equivalentes ao corrimento feminino.

 

Tem como prevenir a candidíase masculina?

 

Claro! Como nas mulheres, muitas vezes é questão de prevenção e cuidado. O homem sempre deve limpar a sua área íntima com água, um sabonete de pH neutro suave e depois secar bem a região. É fundamental evitar sexo sem proteção, se o(a) parceiro(a) pode estar com candidíase...

 

E quem é mais suscetível?

 

Nem todo homem que entra em contato com o fungo genital desenvolve uma infecção fúngica. Há dois grupos de risco: homens com prepúcio (uma camadinha de pele extra que cobre a ponta do pênis) e homens com sistema imunológico enfraquecido**. Os fungos não se reproduzem direito na glande devido às condições pouco favoráveis de calor e umidade. É por isso que a candidíase masculina não é comum.

 

E candidíase masculina tem tratamento?

 

A infecção fúngica genital em homens pode ser tratada, assim como a infecção vaginal. Gino-Canesten®  tem duas apresentações em creme que tratam a candidíase em homens, que não necessitam de prescrição médica, e que são adequadas para tratar tanto a glande quanto o prepúcio.

 

Viu que #SemTabu é mais fácil entender melhor o próprio corpo?

 

*Per-Anders Mardh, Acacio G Rodrigues et al.: Summary, in: Facts and myths on recurrent vulvovaginal candidosis, in: International Journal of STD & AIDS 2002; 13: 522± 539

 

**Wray AA et al. Balanitis in StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK537143/?report=printable

Esse artigo foi útil para você?

PROCURE UM MÉDICO

Precisa falar com um gineco?

Ícone de Estetoscópio

Agende uma consulta

Faça uma consulta com um ginecologista, na melhor data e horário para você.

Agende um horário

ARTIGOS RELACIONADOS

Colocou o DIU hormonal? Vem tirar as dúvidas

Baixe o app MeuDIU e fique
ligade em tudo sobre ele e
sua adaptação

Aplicativo MeuDIU