A CHEGADA DO VERÃO REQUER CUIDADOS ESPECIAIS COM A SAÚDE

O verão é uma das estações do ano mais esperadas pelos brasileiros. No verão é possível aproveitar ainda mais as lindas praias do litoral brasileiro, além de piscinas e outras atividades ao ar livre. O aumento do calor e em alguns lugares, da umidade, também acarretam alguns problemas para a saúde típicos dessa estação do ano.

 

Para se proteger dos raios solares é preciso usar protetor solar com o fator indicado para a sua tonalidade de pele: quanto mais clara, mais alto deve ser o fator de proteção. Para peles mais oleosas são recomendados os protetores em gel ou creme, sem óleo, para evitar o aparecimento de cravos e espinhas. Além disso, é importante evitar a exposição ao sol das 10h às 16h, intervalo em que os raios são mais fortes e prejudiciais.

 

Mas não é só a pele que sofre no verão. As altas temperaturas também podem causar insolação e desidratação, provocando fraqueza, diarreia e febre. Por isso é importante manter uma alimentação equilibrada, ingerir muito líquido e dar preferência a alimentos leves e frescos.

A chegada do verão requer cuidados especiais com a saúde

 

Outro fator característico dessa época é a umidade, que na mulher aumenta as chances do surgimento de doenças ginecológicas causadas por fungos e bactérias, como a candidíase e a vaginose bacteriana, que geram muito desconforto pela ardência, coceira e corrimento que provocam.

 

Para evitar o surgimento dessas infecções é preciso redobrar a atenção com a higiene, evitar roupas íntimas de tecido sintético, não ficar muito tempo com o biquíni molhado e, se possível, dormir com roupas confortáveis, que evitem o aumento de temperatura e de umidade e, consequentemente, a proliferação de fungos e bactérias na região vulvovaginal.

 

Tomando esses cuidados será possível aproveitar ao máximo tudo o que a estação mais alegre do ano tem para oferecer.

 

Leia também sobre Vuvite e Vulvovaginite.

 

Fontes:
BARBEDO, Leonardo D; SGARBI, Diana B.G.; Candidíase. Disponível em: http://www.dst.uff.br/revista22-1-2010/4-%20Candidiase.pdf. Acesso em 04 de março de 2021.
FERRACIN, Ingryt; OLIVEIRA, Rúbia Maria Weffort de; Corrimento Vaginal: causa, diagnóstico e tratamento farmacológico. Disponível em: http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/18/corrimento.pdf. Acesso em 28 de outubro de 2014.
SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA; Cuidados com a pele no verão. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/. Acesso em 28 de outubro de 2014.

PERGUNTAS FREQUENTES

O DIU Hormonal pode me proteger do HIV ou de ISTs (infecções sexualmente transmissíveis)?

Não. O DIU Hormonal não fornece proteção contra o HIV ou ISTs.

Quanto tempo devo esperar para ter relações sexuais após a inserção do DIU Hormonal?

É aconselhável aguardar cerca de 24 horas após a inserção antes de ter relação sexual. Porém, logo após a inserção, o DIU Hormonal já inicia sua ação contraceptiva.

Com que frequência devo consultar meu médico após a inserção do DIU Hormonal?

Após a inserção do DIU Hormonal, é recomendável que seja realizada uma consulta em um período de 4 a 2 semanas para verificar a colocação correta e quaisquer problemas. Posteriormente, é recomendado que se realizem retornos anuais ou mais frequentemente se for clinicamente indicado por seu médico.

Meu ciclo menstrual mudará com o DIU Hormonal?

Depois que o organismo se adaptar, seu ciclo menstrual poderá se tornar irregular. Você também poderá observar manchas ou leve sangramento. Após seu corpo se ajustar, o número de dias de sangramento deverá diminuir e, em algumas usuárias, pararão completamente enquanto o DIU Hormonal for utilizado. Isto não será prejudicial à sua saúde. Seu ciclo menstrual retornará ao normal após a remoção do DIU Hormonal.

VER TUDO

VÍDEOS

O QUE SÃO INFECÇÕES VAGINAIS E QUAL A SUA IMPORTÂNCIA? – GINECO RESPONDE EP.01

O QUE SÃO INFECÇÕES VAGINAIS E QUAL A SUA IMPORTÂNCIA? – GINECO RESPONDE EP.01

YYMMDD Author/Uploaded by

A Dra Iara Linhares (CRM 29034) responde tudo sobre infecções vaginais e porquê são importantes.

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.