INFECÇÃO URINÁRIA

A infecção urinária pode acometer pessoas de ambos os sexos, independentemente da idade; porém, predomina nas mulheres adultas. É causada por bactérias que contaminam a uretra e que podem atingir a bexiga causando cistite ou, nos casos mais graves, infectam todo o trato urinário e atingem os rins.

 

As mulheres estão mais propensas a contraírem infecção urinária por terem a uretra mais curta e mais próxima da vagina e do ânus. Por esse motivo, é extremamente importante ter atenção especial à higiene dessa região corporal.

 

O diagnóstico da infecção urinária se inicia no consultório médico por meio do histórico clínico e da avaliação dos sintomas, entre os quais dor ao urinar, vontade incontrolável de urinar, micções frequentes e com pouco volume, e pode ser confirmado pelo exame de urina que detectará, entre outras alterações, a presença de bactérias. Dependendo da necessidade, o médico poderá também solicitar uma cultura de urina que, na maioria dos casos, identifica a bactéria que está causando a infecção.

 

Para que a infecção urinária não se torne um problema frequente na vida da mulher, algumas atitudes podem ser tomadas visando a prevenção dessa doença, entre as quais o uso de preservativo durante as relações sexuais e os cuidados de higiene.

 

Infecção Urinária

Distúrbios como o diabetes (apenas no sexo feminino), retenção ou incontinência urinária ou fecal, estreitamento da uretra, cálculos renais ou cateterismo da bexiga (em pacientes hospitalizados) favorecem o aparecimento de infecções urinárias.

 

Por esse motivo, esses pacientes devem receber acompanhamento médico continuado, visando a evitar que um problema de saúde motive o surgimento de outro.

 

Se você sentir algum incômodo ao urinar, seja ardência ou dor, ou algum outro sintoma indicativo de infecção urinária, procure imediatamente um médico.
A infecção urinária quando não tratada, pode afetar todo o aparelho urinário, acarretando sérios danos à saúde.

 

Saiba mais sobre os sintomas, exames e prevenção clicando aqui

 

Fonte: LOPES, Hélio Vasconcellos; TAVARES, Walter. “Diagnóstico das infecções do trato urinário”. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ramb/v51n6/27526.pdf. Acesso em 14/03/2018.

PERGUNTAS FREQUENTES

Infecção urinária - Tenho problema de infecção urinária e sempre tenho que tomar antibióticos. Será que isso poderá atrapalhar minha fertilidade?

Infecções urinárias não atrapalham a fertilidade.

Pílula anticoncepcional engorda?

Essa é uma dúvida de muitas mulheres que pensam em tomar pílula. A resposta é não. Tomar pílula anticoncepcional não engorda. O que acontece é que os hormônios presentes em muitas delas podem favorecer a retenção de líquidos que acabam provocando o inchaço corporal, mas isso varia de organismo para organismo e de pílula para pílula. Quanto menos hormônio, menos efeitos colaterais o medicamento provoca. Algumas pílulas podem provocar mais retenção de líquidos que outras, dependendo do tipo de hormônio que ela contém. 

É normal me sentir enjoada, com desconforto nos seios e ter sangramentos (spotting) quando comecei a tomar pílula?

No início do uso da pílula anticoncepcional é comum ocorrerem alguns desconfortos como enjoo, incômodo nos seios e pequenos sangramentos. Recomenda-se não tomar a pílula de estômago vazio para amenizar estes sintomas. Sobre os sangramentos de escape ou spotting são mais comuns em mulheres que usam pílulas com baixa dosagem hormonal, que no início ainda não fornecem estímulo hormonal suficiente para cicatrizar a camada interna do útero logo após o término da menstruação. Esses sintomas variam de mulher para mulher e devem cessar em poucos meses, pois trata-se de um processo de adaptação do corpo ao hormônio que está sendo ingerido, e isso é normal. Caso esses sintomas não desapareçam em três meses, procure seu ginecologista. 

Onde posso saber mais sobre o DIU hormonal?

Para saber mais sobre o tratamento com o DIU hormonal, consulte seu médico. Ele poderá fornecer informações adicionais a você e a seu parceiro. 

VER TUDO

VÍDEOS

ENDOMETRIOSE: QUAIS OS RISCOS PARA A GRAVIDEZ E PRICIPAIS SINTOMAS

ENDOMETRIOSE: QUAIS OS RISCOS PARA A GRAVIDEZ E PRICIPAIS SINTOMAS

YYMMDD Author/Uploaded by

Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e consiste na presença de endométrio em locais fora do útero. Endométrio é a camada interna (revestimento interno) do útero e que é renovada mensalmente pela menstruação. Os locais mais comuns da endometriose são: Fundo de Saco de Douglas (atrás do útero), septo reto-vaginal (tecido entre a vagina e o reto), trompas, ovários, superfície do reto, ligamentos do útero, bexiga e parede da pélvis (peritôneo).

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.