PÍLULA VERSUS LIBIDO

Muito mais frágil do que se pode imaginar, o desejo sexual feminino não tem fórmula para garantir sua presença, que está muito mais ligada ao psicológico da mulher do que somente à sensação física. A libido feminina pode oscilar sem causa específica e muitas vezes mulheres que utilizam anticoncepcionais tendem a culpá-los pela falta de desejo, mas será que estão condenando o verdadeiro culpado?

 

Em algumas mulheres a pílula pode sim afetar o desejo sexual feminino. Por se tratar de um medicamento com base hormonal, algumas alterações fisiológicas e comportamentais podem ocorrer no período de adaptação. Após esse período inicial de uso do contraceptivo oral, o desejo deve se normalizar. Porém, algumas mulheres podem ser afetadas sentindo uma diminuição do desejo sexual e isso ocorre porque as pílulas diminuem a oscilação hormonal que acontece no corpo da mulher que não usa nenhum método hormonal além de que algumas pílulas com doses muitos baixas de hormônios podem causar uma diminuição da secreção vaginal que eventualmente causa dor durante a penetração. Muitas pílulas também têm como objetivo diminuir as quantidades de testosterona (hormônio masculino) circulantes na mulher para diminuir a oleosidade da pele e acne, mas a testosterona tem importante relação com a libido o que pode acabar prejudicando-a. Mas não se desespere: existem pílulas que possuem impacto mínimo na libido ou mesmo outros métodos contraceptivos que também interferem pouco.

 

Pílula versus Libido

Mas as pílulas estão longe de serem as únicas responsáveis: não podemos nos esquecer que o desejo sexual é algo sensível e diversos outros fatores também podem influenciá-lo. É preciso administrar a tensão cotidiana e aproveitar a liberdade sexual que as mulheres possuem desde o advento da pílula, que garantiu a autonomia feminina sobre a natureza da reprodução. Sendo assim, se a falta de libido persistir, procure seu ginecologista para investigar melhor a causa desse problema. muitas vezes há algum desequilíbrio hormonal ou problema de fundo psicológico na relação amorosa que esteja incomodando a satisfação sexual da mulher.

 

Fonte:
DICAS DE MULHER; O uso do anticoncepcional e a diminuição da libido. Disponível em: . Acesso em 14 de março de 2013.
HATCHER, R. A., RINEHART, W., BLACKBURN, R., GELLER, J. S. e SHELTON, J. D.: Pontos Essenciais Da Tecnologia de Anticoncepção. Baltimore, Escola de Saúde Pública Johns Hopkins, Programa de Informação de População, 2001.
Caruso S. et al. Contraception. 2005;72:19-23

PERGUNTAS FREQUENTES

Tomei diferentes tipos de pílulas e sempre tive efeitos colaterais, como dores de cabeça, perda do interesse sexual e nervosismo. Outros métodos hormonais que não sejam via oral podem melhorar esse efeito?

Os efeitos colaterais dos métodos anticoncepcionais hormonais, independentemente da via de administração, são variáveis de pessoa para pessoa. Consulte um médico, que lhe ajudará a escolher a melhor alternativa para seu caso.

Com que frequência devo consultar meu médico após a inserção do DIU Hormonal?

Após a inserção do DIU Hormonal, é recomendável que seja realizada uma consulta em um período de 4 a 2 semanas para verificar a colocação correta e quaisquer problemas. Posteriormente, é recomendado que se realizem retornos anuais ou mais frequentemente se for clinicamente indicado por seu médico. 

Meu ciclo menstrual mudará com o DIU Hormonal?

Depois que o organismo se adaptar, seu ciclo menstrual poderá se tornar irregular. Você também poderá observar manchas ou leve sangramento. Após seu corpo se ajustar, o número de dias de sangramento deverá diminuir e, em algumas usuárias, pararão completamente enquanto o DIU Hormonal for utilizado. Isto não será prejudicial à sua saúde. Seu ciclo menstrual retornará ao normal após a remoção do DIU Hormonal. 

Qual é o melhor tratamento de reversão da laqueadura?

Para mulheres que fizeram a laqueadura só há dois caminhos a seguir: cirurgia de reanastomose das tubas e fertilização in vitro ou ICSI.

VER TUDO

VÍDEOS

SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA E PLANEJAMENTO FAMILIAR – BLOCO 4

SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA E PLANEJAMENTO FAMILIAR – BLOCO 4

YYMMDD Author/Uploaded by

Quais atitudes os pais devem tomar quanto a vida sexual dos seus filhos adolescentes.

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.