como SOP pode afetar

O que você pode fazer para diminuir os impactos da Síndrome de Ovários Policísticos (SOP) em sua saúde?

Ter um estilo de vida saudável

As principais formas de reduzir os riscos de desenvolver problemas de saúde no longo prazo são:

  • Ter uma dieta balanceada. O que significa incluir frutas e vegetais e alimentos integrais (como pães integrais, cereais integrais, arroz integral, macarrão integral), carnes magras, peixes e aves. Você deve diminuir o açúcar, o sal, o café e o álcool.
  • Ter refeições regulares, especialmente o café-da-manhã
  • Exercitar-se regularmente (30 minutos por pelos menos 3 vezes por semana)

O seu médico ginecologista ou nutricionista podem lhe orientar em como comer e se exercitar de forma saudável. É importante também que você sempre mantenha seu peso dentro de um valor normal (IMC entre 19 e 25). O IMC — Índice de Massa Corpórea, é uma medida que relaciona o peso com a altura (IMC = Peso / Altura2)

Se você estiver um pouco acima do peso, pense em atingir um nível de IMC saudável. Se você for obesa (IMC maior que 30), converse com seu médico e discuta sobre estratégias em como reduzir medidas.

Os benefícios de se perder peso incluem:

  • Um menor risco de resistência insulínica e desenvolvimento de diabetes
  • Um menor risco de problemas cardíacos
  • Um menor risco de câncer de útero
  • Menstruações mais regulares
  • Um aumento na chance de ficar grávida
  • Redução na acne e no excesso de crescimento de pelos ao longo do tempo
  • Melhora do humor e da auto-estima

Consultar seu ginecologista regularmente

Uma vez que você seja diagnosticada com Síndrome dos Ovários Policísticos , você será monitorada para se avaliar a existência ou não de outras doenças. Se você tem mais de 40 anos ou é obesa, é possível que uma vez ao ano seu médico peça um teste para diagnosticar diabetes.

Se você deixou de menstruar por um longo período (mais de 4 meses) é recomendável que você consulte seu ginecologista. Sempre converse com seu médico para avaliar sua pressão arterial e seus níveis de colesterol.

Referências bibliográficas

  1. MORAES LAM et al. Síndrome dos Ovários Policísticos in Projeto Diretrizes — Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina. Disponível em: <http://www.projetodiretrizes.org.br/projeto_diretrizes/088.pdf>. Acessado em 30.Ago.2013.
  2. Portal da Saúde. Síndrome de Ovários Policísticos e Hirsutismo in Serviços: Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas. Disponível em: < http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idtxt=33581&janela=1>.  Acessado em 30.Ago.2013.
  3. NIH. Polycystic Ovary Syndrome (PCOS): Condition Information. Disponível em: < http://www.nichd.nih.gov/health/topics/PCOS/conditioninfo/Pages/default.aspx>. Acessado em 30.Ago.2013.
  4. RCOG. Polycystic Ovary Syndrome, Long-Term Consequences (Green-top 33). Disponível em: < http://www.rcog.org.uk/womens-health/clinical-guidance/long-term-consequences-polycystic-ovary-syndrome-green-top-33>. Acessado em 30.Ago.2013.

L.BR.01.2014.1556