EXAMES NO CONSULTÓRIO

São fundamentais para a prevenção de doenças e cuidado da saúde sexual e reprodutiva da mulher. A consulta ginecológica deve ser realizada uma vez ao ano, no mínimo.

 

Os exames que podem ser realizados no consultório ginecológico são:

 

  • Toque vaginal;
  • Exame especular;
  • Exame clínico das mamas;
  • Papanicolau;
  • Colposcopia;
  • Vulvocospia;
  • Videocolposcopia. 

 

Toque Vaginal:

Exame realizado para analisar principalmente a vagina, o colo e o corpo do útero. O médico ginecologista introduz dois dedos na vagina e, ao mesmo tempo, coloca a outra mão sob o abdômen. Assim, pode sentir o colo do útero, e por meio de movimentos de ambas as mãos examinam-se o útero, as trompas e os ovários. É fundamental para o diagnóstico de endometriose e da doença inflamatória pélvica. Mulheres virgens não podem realizar esse exame.

 

Exames no consultório

Exame especular:

Introduz-se um espéculo no canal vaginal para avaliar a cor e aspecto da vagina e do colo do útero (se há lesões, inflamações); presença de corrimento; e presença de hemorragias. O ideal é utilizar um espéculo descartável.

 

Exame clínico das mamas:

Realizado para examinar as mamas, a fim de encontrar sinais e sintomas de doenças. O médico repete os mesmos procedimentos realizados pela paciente no autoexame das mamas.

 

Papanicolau:

Através do material colhido no Papanicolau, é possível analisar células da vagina para detectar inflamações, displasias e doenças como HPV e o câncer de colo do útero. No exame, o médico ginecologista realiza a coleta de material (células e secreções) e encaminha para um laboratório.

 

Colposcopia:

Permite visualizar a vagina e o colo do útero por meio de um aparelho chamado colposcópio. Esse aparelho permite o aumento da visualização de 10 a 40 vezes o tamanho normal. É realizado fora do período menstrual. Para a realização desse exame, recomenda-se a abstinência sexual por 48 horas e devem-se evitar exercícios físicos intensos.

 

Vulvocospia:

É realizada com o colposcópio, por meio do qual é examinada a Vulva. Durante esse exame, são usados produtos químicos e corantes para realçar as áreas que serão examinadas. É indicada para mulheres que apresentam resultado anormal no Papanicolau ou para aquelas em que foram notadas alterações como vaginite e vulvovaginite.

 

Videocolposcopia:

É o registro da colposcopia e da vulvocospia em vídeo.

 

Fontes:

Dr. Sérgio dos Passos Ramos CRM 17.178 – SP

Gonzalez, Helcye. Exames em ginecologia. Enfermagem em ginecologia e obstetrícia. P19-33. 2005. 11ª Edição. Editora Senac. São Paulo – SP

PERGUNTAS FREQUENTES

O papanicolau não mostrou nenhuma doença, mas sinto muita dor na relação e sei que não é psicológico. Há alguma explicação?

A dor na relação sexual pode estar relacionada a afecções locais ou emocionais. A melhor forma de saber a causa é fazer o exame ginecológico.

Se a paciente mantiver relações sexuais um dia antes do exame ginecológico (papanicolau), haverá alguma alteração no resultado do exame ou ele pode ser realizado mesmo assim?

A recomendação é que se evite relações sexuais antes do exame por pelo menos 72 horas. Avise seu médico que teve relações para ele anotar no pedido do exame. Caso necessário, o exame poderá ser repetido.

Gostaria de saber se o ginecologista fala para o responsável pela paciente se ela é ou não virgem, e se também o responsável fica junto com a paciente na sala.

A adolescente pode ser atendida sozinha e tem direito ao sigilo sobre o que foi feito/falado durante a consulta. Fale para o seu médico que você não autoriza o compartilhamento de informações com o(a) responsável e que permite que somente a enfermeira assista ao seu exame ginecológico.

Bebidas alcoólicas podem interferir no efeito da pílula anticoncepcional?

Não, se o álcool for ingerido em pequenas quantidades. Mas se a mulher vomitar logo após tomar a pílula, deverá tomar outra.

VER TUDO

VÍDEOS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS DE LONGO PRAZO. CONHEÇA!

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS DE LONGO PRAZO. CONHEÇA!

YYMMDD Author/Uploaded by

DIU, DIU Hormonal e Implante contraceptivo. Saiba mais sobre os métodos contraceptivos de longo prazo

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.