TRATAMENTO HORMONAL DA ACNE: FUNCIONA?

A acne, caracterizada pelo surgimento de cravos, cistos e espinhas, é muito comum. Como pode deixar cicatrizes, as marcas da pele acneica tendem a perdurar muito depois da adolescência, gerando problemas de autoestima em pessoas de todas as idades. Além disso, 5% da população feminina continua tendo acne até por volta dos 35 anos! Mas além das soluções cosméticas, as mulheres podem contar também com o tratamento hormonal da acne. Veja como funciona.

 

Ao se deparar com uma paciente queixando-se de acne, o médico vai investigar a possível causa e a gravidade do caso. Em geral, o tratamento hormonal é indicado para acne moderada a severa, e pode ser feito por meio de alguns contraceptivos hormonais orais, mais conhecidos por pílulas anticoncepcionais. Isso mesmo, a pílula pode e é muitas vezes indicada pelo ginecologista ou dermatologista para tratar a pele acneica. Muitas mulheres, inclusive, percebem essa propriedade da pílula por acaso: começam a tomá-la buscando a prevenção da gravidez e ganham o benefício extra de uma pele mais bonita.

 

Esse medicamento vai atuar na circulação dos androgênios, hormônios que contribuem para o surgimento da acne ao atuarem sobre o folículo piloso e na glândula sebácea. Como a pílula diminui a produção e a ação dos androgênios, os resultados na pele da paciente costumam ser bastante visíveis. Estudos comprovam que seu uso reduz o número e a gravidade das lesões. Para confirmar o efeito antiacne do anticoncepcional, a autoavaliação da pele é fundamental para constatar a melhora. Ou seja, quem realmente importa, aprovou o tratamento: as usuárias!

 

Tratamento hormonal da acne: funciona?

Se você está pensando em tratar a acne, procure um médico. Tenha sempre em mente que para fazer o tratamento mais eficaz e seguro, é preciso uma avaliação profissional.

 

Fontes:

BAGNOLI V. R. et al. Revisão: Tratamento hormonal da acne baseado em evidências. Clínica Ginecológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Revista FEMINA N. 11 Vol. 38.  São Paulo, Novembro de 2010.

PERGUNTAS FREQUENTES

Posso amamentar durante o uso do DIU Hormonal?

Pode-se amamentar durante o uso do produto. A utilização de métodos contendo apenas progestogênio (como é o caso do DIU Hormonal) não parece afetar a quantidade ou a qualidade do leite materno nem causar qualquer efeito deletério sobre o crescimento ou desenvolvimento do lactente…

Posso engravidar após interromper o uso do DIU Hormonal?

Sim. Após a remoção, não há alteração da fertilidade existente antes da inserção, podendo ocorrer a gravidez já durante o primeiro ciclo menstrual após a remoção do DIU Hormonal.

Por quanto tempo posso usar o DIU Hormonal?

O DIU Hormonal possui ação contraceptiva por 5 anos, sendo que, após este período, o sistema deve ser retirado. Se desejar, um novo pode ser inserido imediatamente após a remoção do anterior.

O que fazer caso queira engravidar ou remover o DIU Hormonal por outra razão?

O DIU Hormonal pode ser facilmente removido a qualquer momento pelo seu médico e geralmente esta remoção é um procedimento indolor. A fertilidade é recuperada após a remoção do DIU Hormonal. Se não desejar engravidar, o DIU Hormonal não deve ser removido após o 5º dia do ciclo menstrual, a menos que outro método contraceptivo seja iniciado pelo menos 5 dias antes da remoção. Quando a mulher não apresenta sangramento, recomenda-se o uso de método contraceptivo de barreira por 5 dias antes da remoção e até que sua menstruação retorne. Um novo DIU Hormonal também pode ser inserido imediatamente após a remoção do anterior e, neste caso, não é necessária qualquer proteção adicional. O tratamento não deve ser interrompido sem o conhecimento do seu médico.

VER TUDO

VÍDEOS

QUAL O MÉTODO CONTRACEPTIVO IDEAL PARA VOCÊ?

QUAL O MÉTODO CONTRACEPTIVO IDEAL PARA VOCÊ?

YYMMDD Author/Uploaded by

Qual o método contraceptivo ideal para você? Assista ao vídeo e descubra!

LER MAIS

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Para receber mais informações,
digite seu nome e e-mail.

As opiniões acima possuem caráter meramente informativo e não substituem a consulta a seu médico de confiança.

 

Não é finalidade deste site a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança.